Município começa a reduzir fila de espera por cirurgias

Saúde - PROGRAMA FILA ZERO

Redação 42 acessos



A Prefeitura de Rondonópolis deu mais um passo para zerar a fila de espera por cirurgias. Com o lançamento do programa Fila Zero este mês, que pretende atender cerca de 80 mil pessoas entre cirurgi
br />
A parceria prevê no primeiro momento cirurgias de vesículas, de hérnia e vascular e posteriormente, outros procedimentos cirúrgicos. Em alguns casos, a demora já dura quase quatro anos, como é o caso do produtor rural Francisco Ferreira do Nascimento, 57 anos, que aguardava por uma cirurgia de vesícula.

“A dor incomodava bastante, tem horas que não pode comer o que quer, então com a cirurgia vai ser uma melhora em tudo. A vesícula atrapalhava então de agora para frente, se Deus abençoar que ocorra tudo bem na cirurgia a saúde da gente vai ficar melhor,” comemorou o produtor rural.

A secretária municipal de Saúde Izalba Albuquerque e sua equipe estiveram no hospital São João Batista para acompanhar os trabalhos.

“Nós fizemos o convênio com o hospital, por ser uma entidade filantrópica, para atender nossos pacientes que aguardam na fila. Hoje, por exemplo, temos um paciente que aguarda há cinco anos e, graças a esse convênio com a autorização da Câmara Municipal, vamos realizar a cirurgia deste senhor e demais 1.063 pessoas que aguardam para fazer cirurgias de vesícula. Lembrando ainda que depois vamos operar 1.100 pessoas de hérnia e depois de varizes”, explicou a secretária.

Ela explica que o programa irá zerar as filas e dar mais agilidade no atendimento. “Nós vamos zerar nossa fila, tirar todos os pacientes que estão aguardando e manter a demanda mensal para que essa fila não volte a crescer”, destacou Izalba.

O presidente da Câmara Municipal, Rodrigo da Zaeli, também esteve acompanhando o início dos procedimentos cirúrgicos.

“É importante que a sociedade saiba que a Prefeitura com o apoio da Câmara está fazendo esse trabalho. Viemos pessoalmente para averiguar as condições do hospital São João Batista e dar essa tranquilidade a população de Rondonópolis. O hospital tem as qualidades necessárias para fazer essas cirurgias, bem conservado e damos a certeza que estamos no caminho certo de fazer essa parceria,” destacou Zaeli.

Para realizar as cirurgias, além o Hospital São João Batista, o município ainda buscou parceria com a Santa Casa de Misericórdia e o Hospital Regional. Por mês, devem ser realizadas 240 cirurgias pelo programa Fila Zero. Todo o investimento no programa é oriundo de recurso próprio do município, e está orçado em R$ 5,9 milhões.

Comente, sua opinião é Importante!