Conselho Regional de Enfermagem de MT está sob nova gestão

Saúde

Redação 41 acessos



A nova gestão do Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren-MT) assumiu a instituição na última terça-feira (02). Eles foram eleitos no dia 02 de outubro do ano passado e tomaram possedo Coren-MT, como Conselheiros Efetivos: o enfermeiro Dr. Antônio César Ribeiro, enfermeira Lígia Cristiane Arfeli, enfermeira Sirbene Nunes da Cunha, enfermeiro André Luis da Silva Campos; técnico de Enfermagem Rodrigo Paulo Machado, técnico de Enfermagem Sheila Miranda Gomes, técnico de Enfermagem José Luis Souza Guimarães. Como Conselheiros Suplentes a enfermeira Carmen Lúcia Camargo Tanaka; Enfermeira Delayne Helene Nogueira Noya; e enfermeiro Vinícius de Mello Bergamo; técnica de Enfermagem Ereni Dias de Souza, técnico de Enfermagem Celso Silva dos Santos.

A Diretoria da nova gestão foi composta pelo enfermeiro, Dr. Antônio César Ribeiro – Presidente, enfermeira, Ligia Cristiane Arfeli – Secretária Geral e o técnico de Enfermagem, Rodrigo Paulo Machado – Tesoureiro.

Como Delegada Nacional foi designada a enfermeira Sirbene Nunes da Cunha e o enfermeiro André Luis da Silva Campos como Suplente de Delegado Nacional.

Segundo o novo presidente, a nova gestão assume a entidade reafirmando os propósitos registrados na campanha que é de fortalecer e democratizar o Conselho. Nesse sentido afirma que na atualidade “a enfermagem segue na sua prática social sob o ataque e o questionamento das suas competências técnicas e legais, fazendo necessário investimentos no sentido de revigorar o moral profissional dos pares, na perspectiva do fortalecimento da categoria”.

Neste sentido, defende que tal fortalecimento depende de ações coletivas no sentido da assunção, com competência técnica, ética, moral e legal, das atribuições de cada um dos seus profissionais (Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem).

“A enfermagem se organizou, historicamente, como uma prática social a partir das demandas da sociedade por cuidado técnico especializado para o atendimento de necessidades de saúde, quer no sentido de saná-las ou antecipá-las. Assim, o papel do Conselho deve assumir o duplo sentido de, ao tempo que defende o território profissional da enfermagem, também deve proteger a sociedade, garantindo a oferta do cuidado sem risco de danos decorrentes de imperícia, negligência ou imprudência, ressaltou o Dr. Antonio César Ribeiro”.

O presidente do Coren-MT destacou ainda que a categoria de Enfermagem de Mato Grosso, soma mais de 27 mil trabalhadores entre Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, distribuídos nos mais variados serviços. “Os profissionais expressaram a necessidade e o desejo por mudanças por meio do voto nas últimas Eleições, ocorridas em outubro do ano passado, escolhendo as melhores propostas apresentadas em campanha. São as mesmas propostas que balizarão o novo projeto de gestão para o triênio 2018 – 2020”.

Antonio César Ribeiro salientou ainda que a proposta de fortalecer e democratizar o Coren-MT não dependerá apenas da vontade politica da atual gestão, mas, e principalmente, da união de todos os profissionais em torno do novo projeto.




Comente, sua opinião é Importante!