Certificado Digital facilita a declaração do Imposto de Renda 2017

Redação 364 acessos



Aentrega das declarações de Imposto de Renda 2017 teve início no último dia 2. Para os contribuintes que declararam no último ano e não estão retidos na malha fina, a Receita Federal disponibiliza o acesso à declaração pré-preenchida. Ao escolher este modelo, diversas informações já estarão preenchidas, como deduções, rendimentos, bens e direitos. Essa facilidade está disponível no portal e-CAC, mas para aproveita-la é preciso ter certificado digital.
O certificado digital é a identificação eletrônica de pessoas físicas ou jurídicas. “É uma assinatura que identifica o usuário em ambientes digitais, com validade jurídica. Isso concede maior segurança e autenticidade às informações que serão transmitidas com total sigilo”, explica Mauro Santos, superintendente do Instituto Euvaldo Lodi (IEL-MT). O IEL-MT é uma Autoridade de Registro (AR) credenciada a emitir certificados digitais pela Imprensa Oficial de São Paulo, Autoridade Certificadora vinculada à Receita Federal.
De acordo com a Receita, o certificado digital também é obrigatório para a entrega de declarações de pessoas jurídicas – exceção feita às optantes pelo Simples com até três empregados. Até 28 de abril, prazo final para a entrega, a Receita espera receber 28,3 milhões de declarações. Em 2016, o total foi de 27,96 milhões. Quem perder o prazo estará sujeito a multa de, no mínimo, R$ 165,74 ou, no máximo, 20% do imposto devido. As restituições serão pagas em sete lotes distribuídos entre junho e dezembro de 2017.
Disponibilizada pela Receita há alguns anos, a declaração pré-preenchida minimiza a possibilidade de erros porque são transmitidos automaticamente os dados vinculados ao CPF. “Isso reduz os riscos de se cair na malha fina, pois o contribuinte precisará apenas verificar se as informações estão corretas e, no máximo, acrescentar alguns dados. Mas, para aproveitar essa comodidade, é preciso estar com o certificado digital válido”, salienta o superintendente do IEL-MT.
Santos explica que utilizar o certificado digital para declarar o imposto de renda é vantajoso até mesmo para pessoas físicas. “O certificado permite acesso a declarações dos últimos cinco anos, retificação de pagamentos, verificação de informações sobre as fontes pagadoras, acompanhamento de todo o processo da declaração e correções em tempo real. Tudo sem burocracia e, caso caia na malha fina, o problema pode ser resolvido no mesmo dia. Outra vantagem é que a restituição pode ser recebida mais rapidamente”, enumera.
Para enviar a declaração pré-preenchida é necessário adquirir um certificado digital, baixar a declaração no portal e-CAC da Receita Federal, baixar o programa do Imposto de Renda 2017 e importar a declaração pré-preenchida. O IEL-MT emite dois tipos de certificado digital: e-CPF (para pessoas físicas) e e-CNPJ (para pessoas jurídicas), que também permitem a emissão de nota fiscal eletrônica (NF-e), acesso ao Conectividade Social e CT-e (envio de documentos fiscais para transportes de cargas).

Comente, sua opinião é Importante!