Almir Batista de Santana, Presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Rondonópolis

1335 acessos


“A partir de 1982 percebi que a cidade de Rondonópolis tinha um grande potencial para crescer em todos os setores, educacional, populacional, comercial e industrial”

É natural da cidade de São Desidério BA, o adolescente então com 17 anos de idade chegava a Rondonópolis e não podia imaginar que o seu talento fosse se estender um dia em benefício da sociedade comerciária rondonopolitana e mato-grossense. Almir é hoje uma das principais lideranças no setor, e a sua participação chega também aos altos escalões do Sistema SESC/SENAC.

Jornal Folha Regional;

Vamos começar falando de valores pessoais em detrimento da coletividade, quando você sentiu que poderia contribuir com a sociedade comerciária rondonopolitana?

Almir;
Os valores pessoais, a gente trás de casa, de família a partir da infância, na adolescência acontece uma “explosão” da vontade participativa. Creio que é uma função natural, ou inerente a todos os seres humanos. Uns dão mais valor, procuram focar os seus interesses naquilo que podem contribuir para mudar as situações de marasmo e dificuldades, outros partem para segmentos diferentes de acordo com a personalidade de cada um.

J.F.R;

Como foi o início da sua carreira no comércio?

Almir;
Eu cheguei nesta maravilhosa cidade Rondonópolis no dia 13 de Dezembro de 1982 com 17 anos de idade. O meu primeiro emprego no comércio foi na Loja Elizabeth Calçados e Confecções. Apesar de um pouco tímido, e não conhecer muitas pessoas, fiz muitas amizades, tinha muitos clientes, inclusive pessoas que até hoje fazem parte do meu relacionamento comercial.

J.F.R;

Aos poucos você foi conhecendo melhor a cidade de Rondonópolis, naquela época quais foram as suas considerações sobre o crescimento desta terra de Rondon?

Almir;

A partir de 1982 percebi que a cidade tinha um grande potencial para crescer em todos os segmentos educacional, populacional, comercial e industrial. Rondonópolis fica no ponto estratégico passagem para outros estados do país, é a chamada cidade pólo. A agricultura e a pecuária começava a se fortalecer cada vez mais, o mais surpreendente é que a cidade cresceu mais rapidamente do nós esperávamos, e hoje estamos vivendo a cidade do futuro. É claro que ainda falta um crescimento e desenvolvimento maior para vários setores nas áreas cultural, social e educacional.

J.F.R;

Você vem atuando na liderança de várias instituições do comércio, fale um pouco sobre essas atuações;

Almir;

Participo da diretoria d CDL – Câmara dos Lojistas de Rondonópolis desde o ano 2.000 nos anos 2.004 e 2.005 fui presidente da instituição. Participo da diretoria do Sindicato do Comércio Varejista de Rondonópolis, há 8 anos. O meu mandato como presidente teve início em Janeiro de 2014, e se encerrou em Dezembro de 2017. Atualmente sou diretor da Federação do Comércio do Estado de Mato Grosso, e Conselheiro do Sistema SESC/SENAC.

J.F.R;

Como empresário e representante classista, como você vê hoje a situação do país?

Almir;

Todo mundo sabe que o Brasil tem um grande potencial em recursos naturais, riquezas no solo e sub-solo, água abundante. É preciso de governos com seriedade, e que haja uma justa redistribuição de renda. Um potencial econômico fabuloso que sai pelos ralos da corrupção em prejuízo de milhões de pessoas necessitadas. O povo brasileiro tem que ter confiança e esperança numa retomada positiva, é o que a população espera da classe política. Mas nós temos também que fazer a nossa parte escolher bem os nossos governantes.

J.F.R;

Para finalizar, como você analisa nos dias de hoje a cidade de Rondonópolis?

Almir;

Rondonópolis caminha para uma agropecuária forte, a produção rural tem batido recordes, a nossa população é trabalhadora e ordeira, é um povo que caminha para a frente. A cidade tem recebido o apoio dos parlamentares da bancada mato-grossense em Brasília. Todos querem acertar e errar cada vez menos, vejo a cidade de Rondonópolis com a necessidade de distribuir melhor a renda, assim os cidadãos do município terão melhor qualidade de vida. Agradeço pela oportunidade e que cada um dê o melhor de si para o bem dele mesmo e da coletividade.

Comente, sua opinião é Importante!