Comerciante André Luís da Silva, o “Sukita”

10342 acessos


O comerciante André Luís da Silva, popular “Sukita”, 41 anos, é o nosso entrevistado desta semana na coluna “Espaço Aberto”. Morador do bairro Jardim Primavera, ele e sua esposa Elaine Rosa Ramos são proprietários do Mercado Sukita que sofreu alterações desde o início das atividades. A movimentação no mercado do bairro é intensa, desde as 7 horas quando abre até às 21 horas quando encerram os trabalhos. O homem do comércio herdou o talento do pai, seu José Maria Filho que comanda há 43 anos um bar na região central da cidade. Saiba mais sobre a história do nosso entrevistado abaixo:

1. Há quanto tempo você atua no ramo comercial?

Eu comecei no bar do meu pai, que fica no centro da cidade, desde que eu nasci ele já trabalhava com isso. O bar Santa Lúcia tem 43 anos e eu acabei seguindo os passos do meu pai.

2. O que fez escolher a profissão que exerce?

O prazer de ser comerciante, de lidar com pessoas, dos desafios.

3. Gosta da sua profissão? Por quê?
Eu adoro o que faço porque possibilita esse contato com o público. Você faz muita amizade no dia a dia, aprende algo com as pessoas. O comércio de bairro te possibilita fazer muita amizade, você tem um elo que temos com nossos clientes.

4. Já teve alguma situação na sua profissão que o tenha marcado?

Têm muitas histórias, o dia que eu abri aqui chegou um vendedor. Eu estava no começo, há 10 anos, e ele me disse que ia dar muito trabalho eu encher todas as prateleiras do mercado. Ele falou essa coisa e eu marquei, trouxe para mim e serviu como uma motivação, um desafio, e estamos aqui até hoje.

5. A estrutura do mercado mudou ao longo dos anos?

Sim, era bem menor e foi aumentando aos poucos. Começou pequeno e fomos aumentando, hoje tem 4000 m².

6. Você conta com uma grande variedade de produtos no mercado?

De tudo um pouco, desde o açougue a mercearia, bebidas, mesas. Somos uma inovação do mercado, você encontra aqui de tudo, desde mesas para alugar, caixa térmica, gelo, carne, carvão, cereais em geral.

7. O que faz nas horas vagas?

No final de semana procuro ir para o rancho descansar com a família.

8. Em média, quantas horas você trabalha por dia?

Nós abrimos o mercado às 7 horas e fechamos às 21 horas de segunda a sábado. No domingo, fica aberto das 7 horas até às 13 horas.

9. Quais as vantagens de ser dono do próprio negócio?

Primeiramente a remuneração, depois o horário você faz como quer, mas sem esquecer do compromisso com o cliente.


10. Qual o estilo dos clientes do mercado?
É um misto, temos desde o jovem ao idoso, a dona de casa, o empresário, o trabalhador, de todos os estilos.

11. Como está o seu comércio em relação às vendas?

Eu não posso reclamar de nada, 10 anos aqui é de sucesso, graças a minha esposa e a nossa equipe.

12. Qual a sua avaliação quanto ao comércio hoje?

No meu segmento está bom, com a venda de alimentos e bebidas, acaba sentindo menos com essa crise.

13. Qual conselho você dá para quem pretende abrir o próprio negócio?

O segredo é focar no trabalho, ter a companheira ao lado, e trabalhar e trabalhar.

Comente, sua opinião é Importante!